sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Recebendo nossos bebês

video

Que todos os bebês no corpo de Cristo Jesus, possam ser recebidos na casa do PAI com amor e alegria... Na aula do bebê, tem recepção alegre e estimuladora!!!

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Ensinando os bebês...


No Berçário também se aprende!! E através da brincadeira aprende-se mais ainda, confira algumas dicas de brincadeiras para você colocar no seu plano de aula no berçário:

Brincadeiras para bebês do nascimento aos 3 meses –
Quem disse que recém nascidos não brincam??


* CRIANDO MOVIMENTOS *
. Os bebês adoram olhar para o rosto de alguém, principalmente de pessoas que amam
· Faça diferentes expressões faciais e sons para desenvolver a visão e a audição do bebê

Algumas idéias:
Ø Cante uma música e faça movimentos exagerados com a boca
Ø Pisque os olhos, faça contorções com a boca
Ø Faça sons com os lábios, finja tossir ou bocejar.

O que diz a pesquisa cerebral:
Por volta dos dois meses, os bebês conseguem distinguir os traços de um rosto.

* BRINCADEIRAS COM O CHOCALHO *

Segure um chocalho em frente ao bebê e agite-o delicadamente.
Ao sacudir o chocalho, cante uma música de louvor a Deus da qual goste.
Quando tiver certeza de que o bebe está olhando para o chocalho, mova-o lentamente para o lado e cante de novo o mesmo louvor.
Continue movendo o chocalho para lugares diferentes do quarto e veja se o bebê vira a cabeça na direção do som.
Coloque o chocalho na mão do bebê e cante o louvor de novo.
Os bebês adoram música e, mais tarde, quando estiverem prestes a falar, vão tentar imitar os sons que ouviram.

* QUEM É ESSE BEBÊ? *

Sente-se na frente de um espelho com seu bebê no colo.
Diga: “quem é esse bebê?, acene com a mãozinha de seu bebê e diga: Oi bebê!
Pergunte: Onde está o pé do bebê? Acene com o pezinho dele e diga: Oi, pé!
Quem fez o pezinho do bebê? (falar o nome da criança), foi Deus!
Continue fazendo perguntas e mexendo em partes diferentes do corpo do bebê.
Encoste a cabeça na dele, faça tchauzinho, bata palmas, etc...
O que diz a pesquisa cerebral:
Frases curtas aceleram o desenvolvimento do processo de aquisição da linguagem.

Dicas retiradas do livro: Mulheres geradoras de vida, ministério com crianças começa no ventre, autora: Claudia Guimarães, editora Vida

Berçário com propósitos...

video

Assista este vídeo...

Um berçário com propósitos de Deus plantados em seu coração, precisa de pessoas dispostas e com fé para desenvolver um trabalho significativo com a turminha do ventre aos 6 anos ( Educação Infantil Cristã). Muitas professoras dizem: " Não temos dinheiro para estruturar um berçário como este do vídeo" , dinheiro nunca foi e nem será impecilho para fazer a vontade de Deus, e a Sua vontade é que os pequenos amem a Jesus e amem estar na Sua casa, e isso não vai acontecer se o bebê chegar em um espaço sem vida e sem um programa de ensino, ministração, estimulação, para um desenvolvimento global ( corpo-alma-espírito) desta criança em plena fase de desenvolvimento.

Por isso mãos a obra, sem fé é impossível a gradar a Deus, Ele é Jeová Jireh, o Deus de toda a provisão, com certeza suprirá cada uma de nossas necessidades em Cristo Jesus, o que está faltando não é dinheiro, e sim pessoas com fé e disposição para INVESTIR nesta faixa etária,mas isso não vai acontecer sem a visão de Deus, por isso é preciso se capacitar, estudar sobre esta fase, para que você comece a enxergar com os olhos de Deus, aí sim tudo muda de foco.

Deus é contigo! Desafie-se!!!

Claudia Guimarães

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Visão de Deus é o fundamento...

O meu povo tem sido destruído porque lhes faltou o conhecimento.... Oséias 4:6

Só podemos conhecer a vontade de Deus através da Sua palavra, ter visão de Deus e fazer a Sua obra segundo a sua vontade, é conhecer e obedecer a sua própria palavra.
O ministério com vidas, do ventre aos 6 anos, está muito longe da vontade de Deus, longe de andar em sintonia com o seu coração, em muitos lugares, em muitas igrejas...

Não é preciso fazer muito esforço, basta observar se há um espaço adequado para as crianças desta faixa etária, mas não para por aí, o que se faz pelos bebês e com os bebês neste espaço é ainda mais importante.
Vou dar um exemplo , você vai a igreja e durante os cultos fica no corredores conversando ou na cantina batendo papo? Ou então fica em uma sala assistindo um vídeo ou colocando o papo em dia, ou se distraindo com uma revista? Na hora do culto ou da classe bíblica é comum acontecer isso com um adulto??

Ou então o pastor da igreja ao invés de dirigir e pregar no culto, convida uma pessoa para fazer entretenimento lá na frente, um Silvio Santos que fica o culto inteiro fazendo graça, ou contando piadinhas de crente, passando o tempo.
Bem, ao ler estes exemplos, soam até como ridículos não é mesmo?? Pois é, mas porque será que com as crianças, principalmente de 0 a 3 anos, este exemplo ridículo é tão real e em tantos lugares?? Quantas crianças ficam em espaços chamados de " berçário" com pessoas que fazem de tudo ali dentro, menos ensiná-las algo da parte de Deus, menos ministrar em suas vidas.

Acredito que são pessoas com boa intenção,mas sem visão de Deus e preparo para estarem no berçário, e acontece exatamente o que diz a palavra de Deus em Oséias , o verso que lemos acima. A falta de conhecimento traz destruição, e o alvo principal para satanás é a própria criança. Que horror! você pode estar pensando, mas é exatamente isso que acontece e a palavra de Deus nos mostra que isso não é de agora, a falta de conhecimento de Deus, a falta de ouvir a Deus e obedecê-lo traz destruição.
Jeremias 32:35 mostra isso,existem dois reinos em guerra dia a dia e estamos vivendo esta realidade espiritual, mesmo sem vê-las com nossos olhos naturais.
Satanás ataca a vida das crianças desde a mais tenra idade, começando pelo ventre materno e suas estratégias de ataque são bem diversificadas, como: pactos e entregas:
“E edificaram os altos de Baal, que estão no Vale do Filho de Hinom, para fazerem passar seus filhos e suas filhas pelo fogo a Moloque; o que nunca lhes ordenei, nem veio ao meu coração, que fizessem tal abominação, para fazerem pecar a Judá. (Jeremias 32:35),

Vemos neste texto que muitos pais entregavam seus filhos a Moloque em sacrificio, hoje também muitas crianças estão sendo sacrificadas a demônios, em rituais satânicos, muitas destas crianças desaparecidas, tem sido raptadas e assassinadas em rituais satânicos, ninguém fala sobre o assunto, sobre o paradeiro destas crianças. O alto índice de abortos comprovam a ação de satanás, são crianças sacrificadas a Moloque também, o útero de muitas mulheres tem se tornado o altar de Moloque, derramando o sangue de seus próprios filhos, oferecendo-os a satanás.
Muitas mães fazem pactos com satanás oferecendo seus filhos desde o ventre, minha amiga e irmã em Cristo, Marisa Mello em seu livro “Uma parábola real” nos declara que antes de entregar sua vida a Jesus era serva se satanás e ele usava sua vida para angariar mães grávidas para fazer pactos de sangue e tomar posse dos bebês no ventre, estas crianças já eram oferecidas a satanás antes mesmo de nascer através de pactos, e creia meu irmão, pescadora de vidas infantis. Aleluia!
Muitas crianças carregam maldições por herança familiar, pais e mães alcoólatras, prostitutas, feiticeiros, etc... Tal maldição se perpetua de geração em geração enquanto não for quebrada, anulada em Cristo Jesus (Isaias 53:1-7). Toda criança esta sob a autoridade de seus pais, até mesmo porque foi através deles que a criança se encontra nesta situação de amaldiçoada, enquanto um bebê não pode aquilo que é oferecido a satanás, ele não recusa e toma posse, somente o sangue de Jesus, e nada mais , pode quebrar esta maldição e mudar o rumo desta vida.

Quantas crianças estão nesta condição de morte eterna, quem irá alcançá-las? Quantas crianças passam pelos berçários das igrejas e posso ouvir as gargalhadas do diabo, vendo tanta falta de conhecimento, tanta ignorância da vontade de Deus, vendo as crianças perderem um tempo precioso na casa de seu Pai, brincando com pedaços de brinquedos, sendo entretidas para não chorar, comendo biscoito e tomando suquinho, e não acontece mais nada...

Meu Deus!! que as escamas dos olhos da igreja de Cristo Jesus possam cair por terra, em nome de Jesus, toda a igreja adulta é responsável por esta geração, por isso é preciso conhecimento da vontade de Deus para os pequeninos do seu rebanho. Quem se habilita a ser instrumento de despertar??? Que você possa se colocar nesta brecha, seja bem vinda em nome de Jesus!

Claudia Guimarães
Pastora do rebanho de cordeiros
Professora do curso: No berçário também se aprende!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

BRINQUEDOS

O brinquedo é algo importante no berçário, pois o brinquedo e a brincadeira está para a criança, o que o trabalho está para o adulto. Por isso é muito complicado aceitar "doações" de brinquedos na igreja para o berçário, esta doação chega a ser perigosa na maioria das vezes. Sabe porque?
Porque geralmente as doações são restos de brinquedos que provavelmente iriam para o lixo, isso mesmo, bonecos sem cabeças, peças soltas, metade de objetos, enfim brinquedos que podem trazer perigo ao bebê.

O brinquedo é algo importante no berçário, pois o brinquedo e a brincadeira está para a criança, o que o trabalho está para o adulto. Por isso é muito complicado aceitar "doações" de brinquedos na igreja para o berçário, esta doação chega a ser perigosa na maioria das vezes. Sabe porque?
Porque geralmente as doações são restos de brinquedos que provavelmente iriam para o lixo, isso mesmo, bonecos sem cabeças, peças soltas, metade de objetos, enfim brinquedos que podem trazer perigo ao bebê.

Outras vezes são brinquedos que não atendem a faixa etária, por exemplo, temos no berçário crianças de 0 a 5 meses, e o baú cheio de brinquedos de encaixe, carrinhos, bonecos, jogos com pinos, etc... Brinquedos que não atendem esta idade e fogem do objetivo que é estimular e ensinar o bebê, e não distraí-lo até a mamãe vir buscá-lo.

Minha orientação é a seguinte, faça pedido de brinquedos específicos para doações, e se a igreja liberar verbas para esta compra ( a igreja precisa investir), primeiro observe a faixa etária que predomina no berçário e faça um compra de acordo com a necessidade das idades. Não saia comprando tudo que é bonitinho, colorido e barulhento, conheça a função do brinquedo, a idade que atende e se oferece segurança.
************************
O jogo, o brinquedo é um aspecto fundamental na vida dos bebés. É através do jogo que o bebê se expressa: pensamentos, vontades, necessidades e sentimentos em relação ao mundo que o rodeia. O jogo deve ser um verdadeiro elemento de estimulação e não apenas um mero “passatempo”. Para isso, é necessário saber que habilidades do bebê devemos estimular, tendo em conta o seu desenvolvimento desde o nascimento até aos 6 meses: a capacidade manipulativa dos bebés ainda é limitada, e eles relacionam-se com o mundo através da vista, ouvido e tato.
Gostam de ver as caras próximas e preferem os objetos com movimento, som e de cores vivas. Brinquedos móveis: as coisas que se movem despertam a atenção do bebê. Pode-se pendurar brinquedos móveis próximo do bebé, para que ele os veja. Alguns modelos têm peças de substituição para variar a composição. Mordedores e brinquedos de apertar: anéis ou outras formas de borracha, fáceis de agarrar e que podem ser levados à boca. Bolas e brinquedos moles: os mais adequados são os mais simples e de textura variada.
Fotografias plastificadas e espelho de bebê: colados nos lados do berço, para que a criança os veja. Guizos, campainhas, brinquedos sonoros: brinquedos que emitem sons ao puxar, agitar, apertar, chupar ou tocar.
Crianças dos 7 aos 12 meses: nesta idade o bebê recorda conceitos simples, identifica as partes do seu corpo e as pessoas que vê com frequência. Entusiasma-se com os objectos, estuda-os ao metê-los e tirá-los de uma caixa, procura-os se estão escondidos. Imita sons e já no fim desde período, está quase a andar. Sempre-em-pé sonoros: podem ser colocados na mesa onde come ou próximos da sua cadeirinha para que os manipule.
Bolas: são aptas as duras ou moles, de tamamnho adequado. Brinquedos com rodas: carros, autocarros ou animais que se desloquem sobre rodas grandes de plástico ou borracha. Livros de tecido ou plástico: com ilustrações grandes e simples, de tamanho adequado de forma a ser agarrados, sacudidos ou mordidos. Cubos grandes e moles: o bebê pode brincar com os cubos e construir coisas além de comprimi-los e lançá-los. Bonecos de peluche: devem estar bem confeccionados e feitos de uma única peça. Recipientes, taças e brinquedos que flutuem: para brincar na água, por exemplo, ao tomar banho.
Crianças dos 12 aos 18 meses: nesta etapa a criança anda, segue os adultos a todas as partes e imita-os. Já adquiriu uma certa destreza manual e desfruta manipulando objetos que ampliem a sua prática. Além disso, já diz várias palavras e compreende certas idéias e, por isso, gosta que lhe contem histórias.Livros: os melhores são os que têm ilustrações, de texturas variadas para tocar e proporcionar sensações.
Brinquedos e caixas musicais: despertam-lhe muito interesse os que fazem ruído ao moverem-se. Veículos: já pode manipular veículos mais sofisticados do que os da etapa anterior, de madeira ou borracha.
Crianças de 18 meses a 2 anos: Até aos 2 anos a criança não gosta de compartilhar e, ainda que o faça, prefere brincar sem companhia. Entretem-se sozinha mais tempo, com brinquedos que possa manejar sem ajuda, sobretudo se estes imitarem as atividades dos adultos. Brinquedos :Bonecas: as melhores para esta idade são as laváveis e que se possam vestir e despir.Martelos: uma caixa de ferramentas com pregos de madeira ou plástico reforça a coordenação e serve para canalizar as energias que têm de sobra.
Brinquedos de seleccionar e enfiar: as formas geométricas para introduzir e as contas de enfiar ensinam a diferenciar os contornos e fomentam a destreza manual (coordenação óculo-manual). Massinha: para aprender a modelar( procure no blog a receita caseira de massa para os pequenos). Brinquedos com rodas para puxar: os melhores são os que se possam usar dentro e fora de casa.Telefones de brincar: satisfazem a curiosidade pela conversação. Brinquedos musicais: os mais simples podem servir para acompanhar canções infantis ou para apenas fazer “ruído”
Crianças de 2 a 3 anos e meio: nesta idade, a independência, a linguagem e muitas destrezas novas desenvolvem-se rapidamente. Não se pode perder de vista a criança porque ainda não tem a sensação do perigo. Gosta de construir e destruir, reunir e separar; diverte-se com tudo aquilo que sabe fazer. Brinquedos Disfarces: os disfarces fomentam muito a imaginação e o “eu sou um…”Todo o tipo de construções: reforçam os conceitos de espaço e tamanho, assim como a coordenação olho/mão, Guaches, aquarelas e tesouras: já pode tentar participar em actividades mais complexas.
As tesouras devem ser de ponta redonda. Estes materiais despertam a sua criatividade e originalidade. Brinquedos de manipular: podemos começar com os que desenvolvem a motricidade fina (passar peças de um lado para o outro, enroscar e desenroscar peças de madeira sobre um eixo…).Jogos simples e quebra-cabeças com peças grandes: devem ser escolhidos aqueles com temas conhecidos para jogar sozinha ou acompanhada. Ferramentas, objectos domésticos: pode-se pedir que colabore em tarefas simples como retirar as migalhas da mesa com uma escova.
A sua imaginação potenciará novos usos destes materiais, favorecendo o jogo simbólico. A partir dos três anos e meio, as crianças começam a ter uma personalidade cada vez mais definida e gostos próprios, em função dos quais escolherá os seus jogos e atividades que, em grande parte, serão determinados segundo a estimulação anterior dos pais e dos adultos que o rodeiam e dos companheiros habituais de jogos.

(CONTINUA, acompanhe...)

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Leitura para os bebês


Quem disse que os bebês não lêem e não se interessam por livros está bem enganado, eles adoram um livro, mas os livros precisam chegar até eles... Não entendo um berçário na igreja sem livros para os bebês, principalmente tantos berçários como já vi, com pedaços de brinquedos espalhados no chão, nem brinquedos mais eles são e sim cacarecos, que não foram para o lixo e seu destino foi a doação para o berçário da igreja.

Hoje em dia há uma infinidade de livros para bebês, de todos os tipo e formas, coloridos, grandes e pequenos, com sons e etc.

* DICAS DE LEITURA *para os bebês no berçário
Reserve um momento no berçário para os livros, selecione livros com frases curtas e ilustrações simples. Podem ser de pano, plástico ou de papelão duro. Deixe o bebê segurar o livro e virar as páginas.
Apenas cite o nome das ilustrações, a história vem depois. Pare e converse sobre as figuras, por exemplo se for um livro de animais, vá falando ao bebê que Deus criou o cachorrinho, vá descrevendo cada bicho. Mantenha a conversa e use muitas palavras descritivas.

O mais importante de tudo: repita, repita, repita, a criança vai querer ler o mesmo livro muitas e muitas vezes. Quanto mais você repete, tanto mais o cerebrozinho “liga”.

A pesquisa cerebral diz: Familiarizar-se com uma série de sons é o primeiro passo
para aprender a falar. Para começar a codificar a linguagem, é preciso reconhecer as palavras

Tempo de mudança!

É TEMPO de MUDANÇA! “Comereis o velho da colheita anterior e para dar lugar ao novo, tirareis fora o velho.” (Levítico 26:10).
Deus quer começar através de você!!!

Estimular o desenvolvimento de todas as potencialidades das crianças na sua fase de maior desenvolvimento cerebral, isto é, do nascimento aos três anos de idade, é a proposta de um berçário que tem uma visão clara de Deus pela vida dos bebês, e com obreiros capacitados para esta tarefa!

"A capacidade intelectual de um bebê depende 70% da educação, dos estímulos recebidos nos primeiros anos de vida e apenas 30% da herança genética", afirma a superintendente da escola Aprendizagem e Desenvolvimento em São Paulo, Julia Manglano. Segundo ela o potencial de desenvolvimento do cérebro pode chegar a 60% na faixa de zero a três anos e certas habilidades perdem-se se não forem devidamente aproveitadas nesse período.
Os cientistas estão descobrindo tudo o que Deus de antemão sonhou, planejou e criou, Ele é o autor da vida, não podemos ignorar a obra maravilhosa de Deus desde a sua gênese. Como dispenseiros fiéis do Senhor, temos o compromisso com Ele de ministrar a esta geração, agora, já, e não deixar que satanás alcance vantagens sobre nós s respeito dos bebês.

“A sua posteridade será conhecida entre as nações, os seus descendentes, no meio dos povos; todos quantos os virem os reconhecerão como família bendita do Senhor”. Isaías 61:9
Depende de nós, igreja adulta!
Extraído do livro: Mulheres geradoras de vida: ministério com crianças começa no ventre. Autora: Claudia Guimarães, editora Vida.

Brincando se aprende!

Picture Captions
[Caption.iT - Picture Captions]

Brincando bastante...

Num destes raríssimos momentos de nenhuma atividade no berçário (incrível os seis estavam dormindo!), sentada no chão, me dei conta daquela variedade de brinquedos espalhados, ali imóveis, olhando para mim. Diante deste fato comecei também a olhá-los um a um (naquele silêncio parecia que eu iria virar personagem do toy story) e a me fazer algumas indagações.
Você já parou uns instantes para observar um espaço qualquer cheio de brinquedos? Quer seja na escola, num quarto infantil, numa brinquedoteca, no berçário, na loja, onde quer que seja? É interessante observar somente o brinquedo, exatamente quando não está nas mãos de uma criança, ele é inerte, não tem vida própria, por mais colorido, brilhante, sonoro e tecnológico que seja, ele não tem a mínima graça ali parado, imóvel em um canto qualquer.
A vida de um brinquedo se manifesta em ser tocado, manuseado, explorado pela criança, mãozinhas ágeis e olhos ávidos para a exploração, para a descoberta transformam aquele pedaço de matéria em algo cheio de vida, alegre interessante, instigador, um mundo de possibilidades para o nosso pequeno explorador. Vigotsky(1984) diz que:”o brinquedo tem um papel importante, aquele de preencher uma atividade básica da criança, ou seja, ele é um motivo para a ação”.
O brinquedo nas mãos da criança significa um pedaço do mundo que ela já conhece e o resto do mundo que ela ainda vai explorar, conhecer. Como é gostoso ficar observando as crianças brincando, para nós educadores nos fornece um meio de conhecê-las e entendê-las melhor.
Nesse momento ímpar de interação e ação sobre o objeto, a criança alimenta a sua vida interior, liberando assim sua capacidade de criar e reinventar o mundo que a cerca.
Creio que todo aprendizado que o brincar permite, com o brinquedo ou sem ele é fundamental para a formação da criança, em todas as etapas de sua vida.
Porém que possamos sempre proporcionar as crianças acesso aos brinquedos, quer simples ou sofisticado, quer artesanal ou industrializado, seja pobre ou rico, é um direito de toda criança o brinquedo, o brincar, e a brincadeira. Segundo Kishimoto(1994), o brinquedo “é entendido como o suporte da brincadeira”.
Neste momento me vem a memória a pergunta de uma criança, que chegou na porta do berçário e um dia desses me perguntou:
_ Tia, é nessa sala que os bebês estudam?
Eu lhe respondi: _ É sim, aqui mesmo.
Mas como? Continuou ela.
Minha resposta em duas palavras, saciou toda a curiosidade daquela criança:
- Brincando bastante...
Claudia Guimarães
Extraído do livro: Mulheres geradoras de vida, editora Vida, autora Claudia Guimarães
(Escrevi este texto na época que era coordenadora do berçário em uma escola particular no Recreio/RJ, fazendo laboratório para ministrar o curso e escrever o livro)

Não ria, SE PUDER...

video

Toque...

TOQUE...
Se sou o teu bebé, por favor toca-me.
Preciso do teu toque de formas que nunca poderás entender.
Não me laves e vistas e me alimentes apenas
Mas embala-me, beija a minha cara e acaricia o meu corpo.
O suave toque da tua mão transmite-me segurança e amor.
Se sou a tua criança, por favor toca-me
Mesmo se te afasto ou te resisto.
Persiste, encontra maneiras de conhecer as minhas necessidades.
O teu abraço de boa noite adocica os meus sonhos
O teu toque durante o dia diz-me o que tu sentes por mim.
Se sou o teu adolescente, por favor toca-me
Não penses que por estar a crescer
Eu não preciso de saber que tu ainda gostas de mim
Eu preciso do teu abraço de amor, eu preciso da tua voz suave
Quando o caminho se torna dificil, a criança que há em mim ainda precisa de ti.
Se sou teu amigo, por favor toca-me
Não há como um abraço caloroso, para me dizer que gostas de mim.
Uma mão tgranquilizante e amiga quando estou deprimido mostra-me que sou amado
E assegura-me que não estou sozinho.
O teu toque reconfortante pode ser o único que eu recebo.

Se sou o teu parceiro sexual, por favor toca-me
Podes pensar que a tua paixão seja suficiente
Mas só os teus braços afastam os meus medos
Preciso do teu toque suave e reconfortante
Para me lembrar que sou amado por ser como eu sou.
Se sou teu filho crescido, por favor toca-me
Mesmo tendo a minha própria familia para abraçar,
Ainda preciso do abraço da Mãe e do Pai quando dói
Como Pai tenho uma visão diferente
Eu aprecio-vos mais

Se sou o teu pai idoso, por favor toca-me
Da mesma forma que era tocado quando criança.
Dá-me a mão, senta-te perto de mim, dá-me força
E aqueçe o meu corpo cansado com o teu aconchego
Mesmo que a minha pele esteja enrugada e gasta,
Gosta de ser acariciada.
Phyllis, K. Davis

SHANTALLA - massagem para bebês

INFORME-SE antes de JULGAR
Quero explicar porque do nome Santalla está ligado a prática de massagens nos bebês.
Estava ministrando em uma conferência no Recife, e falando sobre o tema do berçário, ensinava sobre a importancia da massagem no bebê, uma professora da platéia levantou a mão e preocupada me perguntou sobre a Shantalla e se esta prática era esotérica. Por isso creio que esta dúvida deve ser a de centenas de professoras, mães e irmãos em Cristo.
Vamos por parte, primeiramente a massagem é uma prática comprovada por pesquisas médicas que só traz beneficios as crianças, para sua saúde física tanto como emocional. Quem não gosta de uma massagem? Eu adoro ser massageada nos ombros e pescoço, é a região mais dolorida no meu corpo, devido o tempo que fico escrevendo no computador. Massagem é uma delícia e só faz bem, imagine então o bebê, deve sentir muito prazer em ser massageado por sua mamãe.
Shantalla
O médico francês Frédérick Leboyer foi o responsável por introduzir no dia-adia de muitas mães, a arte hindu de massagear as crianças aprendida com Shantalla.
Leboyer, mais poeta que médico, descobriu Shantalla durante uma viagem à Índia. Encontrou-a em meio a uma enorme favela, em Calcutá, onde trabalhavam dois amigos seus. Por dias, fotografou a moça (paralítica) que massageava seu bebê todas as manhãs, aproveitando o sol.
E ensinou a muitas outras mães, através de seus livros (Shantalla, uma antiga arte de massagem, publicado no Brasil pela editora Ground), os segredos e a forma da massagem como lhe foram transmitidos.


Shantalla é o nome de uma mãe indiana que massageava todas as manhãs o seu bebê

O médico Leboyer trazendo consigo esta experiência, a transformou em uma técnica de massagem para bebês, e em homenagem a mamãe Shantalla colocou o seu nome,nada mais justo pois o médico aprendeu tudo com ela.

A idéia é fornecer o que é fundamental para as crianças: contato, amor, carinho. Através da comunicação entre a mão e a pele (e mãe e filho), feita silenciosa e atentamente, como exige toda prática corporal, surge um novo relacionamento, cheio de amor e alegria, onde o aperfeiçoamento e o cuidado se revelam, claros como o sol da manhã.

Em síntese esta técnica de massagem nada tem de esotérica, cada um a utiliza como quer e bem entende,claro que há especialistas, fisioterapeutas, etc... que incluem na Shantalla práticas esotéricas, mas aí já é um problema deles com Deus e um dia darão conta de tudo a Jesus...

O que nos importa é a prática da massagem para abençoar os bebês ( corpo-alma -espírito), as mãos são instrumentos de benção, Deus criou tudo com perfeição, diz a sua palavra em Gênesis que ao finalizar toda a sua criação, Ele viu que tudo isso era bom ( Gen 1:25 b)

O toque de nossas mãos é algo muito abençoador, me faz pensar naquela passagem onde Jesus abençoa as crianças, lembra-se?? em Marcos 10:13 a 16, depois da bronca nos discípulos para que deixassem as crianças irem até ELE, Jesus finaliza abençoando cada uma, e ELE não fez isso em cima de um púlpito ou palanque, ou somente com suas palavras, ele poderia se quisesse, mas observe o texto no verso 16, ele tomou as crianças nos braços e impondo-lhes as mãos as abençoava. Que lindo!! Ele gastou seu tempo com as crianças, sua mão tocou uma a uma para abençoá-las.

Agora pense comigo, o toque das mãos de quem ama já é terapêutico por natureza, imagine mãos ungidas, como as suas e as minhas, mãos ungidas por Deus, debaixo do mover do Espírito Santo podemos através de uma simples massagem abençoar a vida de tantos bebês que passam por nossas mãos no berçário,não é mesmo?
*****
Toda a terra e sua plenitude pertence ao Senhor Jesus, satanás não é autor de nada e nem mesmo dono de nada... ele é usurpador isso sim, por isso todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convêm, a massagem aos bebês convêm, é benção, por isso explique isso a sua equipe, aos pais, principalmente as mães, para que não tenham um julgamento errado e privem os seus bebês de serem massageados, é bom demais e é uma benção!!!!
***
Uma dica: No berçário de sua igreja, ao invés de ficar colocando o papo em dia com a irmazinha, faça massagem em um bebê, com um óleo bem cheiroso, por exemplo da Natura bebê, e durante a massagem cante louvores, converse com ele, ore pelo bebê, você verá os resultados...

Claudia Guimarães



Massagens para bebês especiais

Massagem para bebês com necessidades especiais

Um bebê com dificuldades mentais, visuais, auditivas ou de desenvolvimento não consegue, por vezes, responder de forma normal aos sinais dos pais.
As reações emotivas destes, ao descobrir o problema do seu recém-nascido, variam enormemente entre a confusão, culpa, medo, irrealidade, depressão, racionalização e aceitação.
Estes sentimentos naturais podem aflorar e aparecer de forma frequente ao longo do processo de adaptação mútua e a cada novo estágio de desenvolvimento do bebé.

A massagem infantil pode ser um sistema maravilhoso de união entre pais e filhos com necessidades especiais. Apesar das vantagens fisiológicas serem muitas, o objectivo principal da massagem é a interacção e a conexão entre eles. Não é uma terapia, mas antes uma forma de partilharem o seu amor. É muito importante os pais conhecerem bem o seu bebê, a forma como o seu corpo reage quando está tenso, ou relaxado, o aspecto e o aspecto do seu abdômen quando tem gases, ou não, a diferença entre dor e tensão. Este conhecimento é importante já que podem ocorrer problemas graves de saúde.
******
Bebês com problemas de desenvolvimento:
Os problemas de desenvolvimento manifestam-se de formas muito distintas, podendo ser necessário relaxar ou estimular o tónus muscular.
Para além dos benefícios gerais, iguais para todos os bebês, a massagem infantil ajuda os bebês com problemas de desenvolvimento, na medida em que ajuda ao relaxamento da respiração, melhora a deglutição (apropriada para os bebês que se babam muito e respiram só pela boca), é uma estimulação oral e uma terapia alimentar para os bebê muito sensíveis na zona da boca.
O amor das carícias e a segurança das mãos dos pais são elementos muito importantes para o desenvolvimento do bebé.
******
Bebês com problemas de visão:
A massagem pode ser uma experiência muito positiva para os bebês que têm dificuldades na visão, já que estes precisam de uma estimulação tátil para definir o seu mundo.
A estimulação tátil produz resultados muito satisfatórios em bebês de tenra idade. Os problemas de visão não produzem uma diminuição do comportamento emotivo e de aprendizagem nos bebês que recebem este tipo de estimulação.
Estudos mostram que bebês que receberam vinte minutos diários de massagem, apresentaram um maior desenvolvimento da atenção visual, o que indica que a estimulação tátil melhora a exploração visual. Bebês, com problemas de visão, cujos pais criaram vínculos emotivos com eles, são muito mais sociáveis e desenvolvem uma maior capacidade de atenção e resposta nos primeiros meses de vida.
A massagem ajuda todos os bebês a formar um esquema corporal positivo, com confiança e segurança.
******
Bebês com problemas auditivos
Os bebês com problemas de audição tem as mesmas necessidades de contato físico como os outros. Uma comunicação de amor é o elemento mais importante na vida de qualquer bebê. Os que tem limitações auditivas precisam de alguém que fale com eles. Durante os primeiros tempos, o som estimula o desenvolvimento das conexões nervosas entre o ouvido e o cérebro do bebé.
A massagem diária enriquece não só o bebê com este tipo de dificuldades, mas também os pais. Ajuda-os a conhecer melhor o filho, a amá-los mais e a valorizar a sua forma única de comunicar com o Mundo.
******
Bebés com quadros clínicos graves
Todos os bebês, sejam eles prematuros, soropositivos, expostos a drogas, com mães deprimidas, com história de abusos sexuais e físicos, com asma, autismo, diabetes, artrite reumática, atraso no desenvolvimento, alterações alimentares, dermatites, câncro, queimaduras e alterações pós-traumáticas, se beneficiam sempre com o contato físico que a massagem proporciona. Em todos estes casos, a massagem produz uma descida das hormonios de stress e melhora os valores de todos os exames clínicos.
Extraído do livro "Massagem Infantil" de Vimala McClure

LOUVOR

O louvor a Jesus dos bebês é algo precioso, mais a igreja precisa receber revelação da palavra de Deus a esse respeito. A Bíblia diz que "Da boca dos pequeninos e dos que mamam vem o perfeito louvor a Deus" e não para por aí, continua dizendo que Deus suscita força da boca dos pequeninos para fazer emudecer o inimigo e o vingador, uau!! glória a Deus!! Salmos 8:2
E os adultos acreditando que estão abafando com tanta tecnologia sonora e afinação... Por isso não podemos menosprezar o louvor dos bebês, seus gritinhos, urros, gargalhadas, suas mãozinhas para cima, seus pulinhos, sua dança, seu cantar, tudo é louvor perfeito a Jesus, e ELE recebe como aroma suave diante do seu trono

Por isso a música, o movimento, gestos, dança, musicalização, deve estar presente como parte integrante do nosso planejamento no berçário. Não consigo entender berçários que não tem sequer um aparelhinho de som, onde o objetivo é fazer o bebê dormir...


( CONTINUA...)

CURRÍCULOS


O currículo é a espinha dorsal do nosso trabalho com os bebês, você precisa ter uma direção ao alvos que quer atingir, caso contrário ficará andando em círculos e atirando para todos os lados.

Quero indicar aqui os currículos que conheço e que considero muito bons, infelizmente não temos muitos currículos para bebês, pois a igreja ainda está engatinhando para esta visão de Deus que você está recebendo neste curso.

Eu estou escrevendo um currículo para bebês, baseado na pedagogia de projetos, que amo!! Acho alguns currículos em nosso meio, um pouco tradicionais e engessados, observo que os mesmos limitam um pouco o potencial dos bebês, precisamos ousar mais, e quero tentar fazer isso com o meu currículo, que mesmo que nenhuma editora queira editá-lo ( currículo para bebês não dá lucros...) eu vou publicá-lo pela internet, glória a Deus!!

O conteúdo que vamos ministrar ao bebês deve sempre ser PALAVRA DE DEUS, mas estaremos ministrando através do universo deste bebês, daquilo que ele conhece, papai, mamãe, leite, comida, brinquedo, bichinho, sol, água, etc... Explorando o mundo que ele conhece ( ainda pe um mundo bem restrito), vamos lhe mostrar quem é Deus, quem é Jesus, seu amor e cuidado por nós.
Então vamos lá Dicas de currículos:


CONTINUA... EM CONSTRUÇÃO...



Mais que fraldas e mamadeira...

A proposta de um berçário na sua estrutura física e o trabalho de ensino com os bebês que será desenvolvido neste espaço, só acontece efetivamente com pessoas dispostas a aprender, a serem treinadas, a buscarem sempre informação e preparo para este desafiante trabalho.
Um berçário segundo o coração de Deus, vai além das fraldas e mamadeiras, ou do passatempo não planejado que é oferecido aos pequenos nas igrejas.
Você pode estar pensando... porque um berçário segundo o coração de Deus? Posso te citar como exemplo, dentre tantos, apenas um para funfamentar esta afirmação.

Em Lucas 2:52 diz que " Jesus crescia em sabedoria, estatura e em graça diante de Deus e dos homens". Por isso é da vontade de Deus que assim como foi com seu filho Jesus, seja assim hoje com cada filho seu através de Jesus, que seus cordeiros cresçam harmoniosamente corpo -alma e espírito, por isso o ministério com o berçário e maternal precisa ser servido por pessoas comprometidas com Jesus em amor pelos pequenos, para oferecer-lhes o melhor e não "passar o tempo" na igreja.

Há muito o que fazer pelos bebês e com os bebês no berçário e no lares, por isso é preciso equipe treinada e preparada para também orientar os pais. É maravilhoso ministrar aos bebês, eu não achava isso há 12 anos atrás, devido a minha ignorância, minha falta de visão, mas glória a Jesus que me ensinou, me despertou, voltou os meus olhos para os pequenos, e hoje, a primeira infância é a minha grande paixão. Quando sabemos como e o que fazer com os pequeninos tudo se torna diferente.

A maioria das pessoas nas igrejas não querem trabalhar com vidas de 0 a 5 anos, pois não tem a mínima idéia de por onde começar, o que fazer, como ensinar?? eles aprendem?? me entendem?? e por aí vai... muitas dúvidas que podem ser sanadas com estudo, preparo, treinamento.

Por isso louvado seja a Deus por sua vida, você que está fazendo o curso pela internet, ou pessoalmente comigo no Rio de Janeiro. Pois Deus quer usar poderosamente a sua vida, um grande desafio está em suas mãos, prepara esta geração, o grande exército do Rei Jesus, aleluia!!

Deus conta conosco!
Claudia

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

O BERÇÁRIO


Você sabia que o lugar mais caprichado do berçário precisa ser o chão?? Isso mesmo! O chão é o local em que os bebês estarão quase todo o tempo, durante a aulinha bíblica, durante as brincadeiras, no louvor, enfim, o que menos queremos é que o bebê durma, a não ser que ele realmente queira, se estiver muito cansado.
É no chão que acontece tudo, por isso é preciso planejar e examinar o tipo de material que se colocará no chão do berçário, há vários tipos de materiais que podem ser utilizados, mas vai aqui um alerta: não use tapetes, pois o tapete guarda muita poeira, e será prejudicial a saúde do bebê.
Precisa ser um piso fácil de ser limpo, como emborrachados, vinil, tatâmes, piso de madeiras, paviflex, enfim um piso resistente e fácil de se limpar.
( Continuaremos o assunto sobre a estrutura física do berçário...)

CURSO: No berçário também se aprende!

Isso acontece no berçário da sua igreja? Responda com SIM ou NÃO:
1) O berçário é lindo e os bebês brincam o tempo todo aleatoriamente?


2) Há grande empenho para que o bebê durma quase todo o tempo?



3) As professoras tem muito diálogo?


4) Os bebês ficam protegidos no berço ou cercadinho por bastante tempo?


5) A professora fica de olho para a criança não se machucar enquanto brinca?

6) O objetivo do berçário é alimentar e deixar o bebê sempre limpinho?

Se você respondeu SIM em mais de 2 questões, ENTÃO...
Sua igreja precisa enviar toda a equipe do berçário para um treinamento na palavra de Deus e técnico didáticoou fazer o curso a distância pela internet.

Um berçário na igreja segundo o coração de Deus, com ministros do Senhor Jesus com a Sua visão e preparo, promovem o tempo todo aos bebês:

ENSINO BÍBLICO


INTERAÇÃO



ATENÇÃO E AMOR

ESTÍMULO
Observação: Quem disse que os pais não podem trabalhar no berçário na igreja???

COMUNHÃO E SOCIALIZAÇÃO

CARINHO E CUIDADO

LOUVOR

APRENDIZADO


EXPLORAÇÃO

DESCOBERTAS


ORAÇÃO

DESAFIOS e muito mais...

O curso: No berçário também se aprende! é ministrado no Rio de Janeiro, através de turmas que são formadas durante o ano

Atendendo à pedidos de professores de outros estados e países, este curso também está sendo oferecido pela internet através do EAD - Ensino a distância.
Este é o desejo do seu coração? Então seja instrumento de Deus para mudanças, ou para trazer a existência um berçário que ainda não existe na sua igreja! Faça este curso:

No Berçário também se aprende!
Para educadoras de bebês, líderes, pais, gestantes e todos os que amam os bebês.
****************
O curso é ministrado por Claudia Guimarães, educadora, pastora e evangelista de crianças, autora de livros, entre eles: “Pastoreando as crianças desta geração” e do livro "Mulheres geradoras de Vida, ministério com crianças começa no ventre", ambos da Editora VIDA( www.editoravida.com.br)
****************
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Módulo I – 1ª semana
Apresentação dos alunos e do plano do curso. Sondagem inicial.
O berçário na igreja, que espaço é esse? O que podemos fazer aos bebês e como? Qual sua visão do berçário na igreja, qual a sua visão do bebê?

Módulo II – 2ª semana
O milagre da vida
A ignorância leva à destruição
Ministério com crianças começa no ventre
Ei! Eu já existo e estou aqui

Módulo III – 3a semana
Descobertas da vida pré-natal
A primeira casa do bebê
A Bíblia e a ciência se completam

Módulo IV – 4a semana
O inimigo veio para roubar, matar e destruir a vida da criança
Destruindo o altar de Moloque
Filhas de Joquebede

Módulo V – 5a semana
Ensinar bebês: mais que fraldas e mamadeiras
Berçário ou fraldário?
Comportamento e desenvolvimento do bebê (ventre à 3 anos)

Módulo VI – 6a semana
O berçário na igreja: que espaço é esse?
Planejamento e estrutura do berçário
Dinâmica de Funcionamento
O obreiro preparado / equipe

Módulo VII – 7a semana
Estimulação e aprendizado do bebê
Tocar a pele: estímulo ao desenvolvimento
A importância da musicalização ao bebê
Brincadeira é coisa séria!
Brincadeiras e brinquedos apropriados
Módulo VIII – 8a semana
Ensinando o bebê: estimulação e experimentação
O maravilhamento
Explorando os 5 sentidos

Módulo IX – 9a semana
A aula bíblica do bebê
Planejamento da aula
Ministrando ao bebê

Módulo X – 10a semana
Ministério Geração Semente: O que é e como organizá-lo?
Alô, mamãe! Bebê a bordo: Cursos para gestantes - estratégia evangelística
Escola de Pais
Investimento do aluno/ curso no RJ
R$ 180,00 Certificado + material completo: Pasta com: >Caderno >Caneta >Livro: Mulheres geradoras de vida:ministério com crianças começa no ventre > cd rom conteúdo do curso >um brinquedo p/ o bebê


 Este curso é oferecido somente no:
Espaço de desenvolvimento infantil CRESCENDO

LOCAL: Cascadura
Basta montar uma turma com o mínimo de 25 alunos e agendar as datas. Contato: claudiaescritora@yahoo.com.br
*****************************************
EAD- Ensino a distância pela internet
Investimento: R$ 180,00
Além do curso acompanhado, inclui o material didático que o aluno receberá pelo correio (livro - Mulheres geradoras de vida...), e CD ROM ilustrado com o conteúdo do curso que será enviado pela internet e na conclusão do curso o certificado.


 Matrículas abertas a partir de Fevereiro...
Para fazer a sua matrícula no curso à distância, basta fazer o depósito de 180,00 na conta: 8155-8 agência: 3518-1 do Banco do Brasil a favor de Claudia Guimaraes. Em seguida envie o comprovante de depósito pelo email: claudiaescritora@yahoo.com.br . Aguarde receber um email para começar o curso.

"O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento". Oséias 4:6. Que a igreja de Cristo acorde enquanto há tempo, para enxergar e conhecer a vontade e os planos de Deus para esta geração, e tudo isso começa com a parte do rebanho mais desvalorizada e esquecida do seu corpo: os pequeninos, que dirá os bebês...

Claudia Guimarães


Massagem para bebês